Existem alguns exames essenciais para a detecção de algumas doenças. Novos estudos e novas tecnologias tem sido empregados na medicina, facilitando a identificação de algumas doenças e alguns sintomas e sendo extremamente importantes para a vida das pessoas.

Assim, pode-se afirmar que a densitometria óssea é um desses exames. Mas, você sabe o que é? Quem deve fazer esse exame? Qual a sua importância?

star-densitometria

Continue a leitura deste artigo e veja as respostas para esses questionamentos.

O que é densitometria óssea?

A densitometria óssea é um exame muito utilizado para detecção de osteoporose e osteopenia.

Ela é capaz de observar uma diminuição de massa óssea precocemente e com extrema precisão, com o objetivo de identificar pacientes com risco de fraturas que possam se beneficiar do tratamento com medicação.

As regiões do corpo analisadas mais comumente pela densitometria óssea são:

  • a coluna lombar;
  • a parte mais distal do rádio;
  • a parte mais proximal do fêmur.

Os aparelhos utilizados para realização do exame são sofisticados e, além de serem rápidos, não vão expor o paciente a doses significativas de radiação. Uma radiografia de tórax, por exemplo, emite uma radiação cerca de 10 vezes maior.

Quais as indicações para a realização do exame?

Mulheres com mais de 65 anos e homens a partir de 70 anos devem realizar o exame de densitometria óssea. No entanto, existem alguns casos especiais em que essa faixa etária não precisa ser obedecida. São eles:

  • baixo peso corporal — quando há um IMC menor que 18,5 kg/m²;
  • uso de medicações que trazem risco de desenvolver osteoporose, como os corticosteroides;
  • doenças reumáticas e cálculos renais, assim como de doenças gastrointestinais e da tireoide;
  • existência de fraturas prévias;
  • monitoramento da osteoporose e o seu tratamento;
  • menopausa;
  • histórico familiar de osteoporose e osteopenia;
  • tabagismo;
  • alcoolismo;
  • sedentarismo.

O procedimento também pode ser utilizado em pediatria. Utilizando a densitometria óssea, podemos observar o crescimento das crianças e adolescentes. É um exame utilizado em análise complementar ao Raio-X de mãos e punhos. Assim, é possível comparar a massa óssea da criança com outras da mesma idade.

Como esse exame é realizado?

A densitometria óssea pode ser realizada por um médico radiologista ou um técnico em radiologia. Na hora do exame, será necessário trocar a roupa por uma vestimenta adequada, fornecida pelo hospital.

O paciente deita no aparelho, posicionando as pernas em um suporte específico e alinhando a coluna vertebral e sua pelve. O exame é rápido e indolor. Dependendo da idade e das características de cada paciente, serão analisadas regiões diferentes do corpo.

A densitometria óssea é um exame fundamental para identificar a osteoporose e a osteopenia, sendo essencial para a prevenção de fraturas a partir de instituição do tratamento medicamentoso.

E aí, gostou do nosso artigo? Interessou-se pelo assunto? Então, para não perder nossos conteúdos, assine nossa newsletter!