Você já teve dificuldades para contratar radiologista(s)? Pois saiba que você não está sozinho.

Administrar um centro de diagnóstico por imagem também significa saber atrair e reter os melhores talentos. Na radiologia a dificuldade é ainda maior por ser uma área em que há déficit de bons profissionais, incluindo biomédicos, técnicos e radiologistas, sobretudo em cidades mais afastadas.

Telerradiologia, radiologia, ressonância, tomografia

Pensando nisso, preparamos este artigo com algumas dicas para lhe ajudar nessa importante tarefa.

Como encontrar o profissional que você procura

O primeiro passo é pedir indicações a seus colegas de profissão e a funcionários da sua clínica ou hospital. Essa é uma das formas de divulgação mais utilizadas por possibilitar a contratação de profissionais referenciados e que tenham um perfil alinhado ao que se está buscando, principalmente no Brasil, em que as relações profissionais se confundem muito com as relações pessoais de confiança (o conhecido “QI – quem indica”).

Para melhores resultados, divulgue a oportunidade também em sites especializados, portais de vagas da área da saúde e grupos de radiologia no Facebook e no LinkedIn. Há grupos de discussão nessas redes que podem ser interessantes canais de divulgação, sobretudo para as posições de técnicos em radiologia (dica: procure por grupos usando o termo “radiologia”; há diversas opções).

Quanto maior e mais precisa a divulgação, maiores as chances de atrair um grande número de candidatos, muitos deles bem qualificados. Capriche no texto da descrição da vaga e seja detalhista na descrição das atividades e das qualificações exigidas para evitar falsas expectativas.

Quais características buscar em um radiologista?

Além de experiência e boa formação técnica, algumas características devem ser buscadas no radiologista que irá trabalhar em seu centro de diagnóstico por imagem:

  • Capacidade para trabalhar sobre pressão

    Agilidade e capacidade de trabalhar sobre pressão são atributos fundamentais de qualquer médico radiologista. Em atendimentos de urgência e emergência, por exemplo, minutos fazem uma diferença enorme no encaminhamento de cirurgias e no direcionamento de condutas médicas, sendo que qualquer atraso pode agravar ainda mais o quadro clínico do paciente.

    E para piorar, muitas vezes o radiologista não é especialista na região anatômica do estudo e não possui nenhum colega disponível para discutir o caso. 

  • Conhecimento de protocolos de aquisição de imagens

    Conhecimento dos protocolos é essencial não apenas para a saúde do paciente, mas também para a saúde financeira do seu serviço. Aqui na Star somos testemunhas disso. Nos primeiros meses dos novos clientes é normal recebermos exames com sequências desnecessárias, que pouco agregam ao diagnóstico, mas que certamente levaram um tempo considerável para serem feitas.

    Para o serviço de imagem isso significa um custo quase invisível (e também bastante representativo) de “horas-máquina” e pessoal, que poderia ser alocado para o atendimento de outros pacientes.

  • Atualização e aperfeiçoamento 

    Com algumas exceções, o trabalho de um radiologista há 20 anos pouco se assemelha ao trabalho de um radiologista atualmente. Com o surgimento de novas tecnologias, a radiologia é considerada uma especialidade que está em constante evolução, demandando esforços de atualização e aperfeiçoamento de todos os profissionais da área.

    Por isso, é importante que o radiologista que se pretende contratar participe de cursos de aperfeiçoamento, workshops e congressos, contribuindo para que seu serviço de imagem esteja sempre alinhado às melhores práticas do mercado.

Equipe incompleta e dificuldade em contratar

Pois é! Não podíamos deixar isso de lado; afinal, somos uma empresa de telerradiologia e acreditamos de verdade na qualidade de nossos serviços.

O fato é que se sua equipe de radiologistas estiver incompleta, uma alternativa bastante interessante é a contratação de serviços de telerradiologia, com apoio de uma equipe externa de radiologistas.

Em verdade, essa opção é bastante indicada se qualquer das situações abaixo lhe parecer familiar:

  • Equipe de radiologistas incompleta
  • Dificuldade de contratação de subespecialistas
  • Laudos atrasados
  • Dificuldades com cobertura de plantões
  • Problemas com protocolos de aquisição de imagens

E então, o que achou deste artigo? Assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades de nosso blog.