Não é surpresa que mesmo antes da pandemia da Covid-19, empresas e organizações já vinham aumentando esforços para melhorias na qualidade. E um dos grandes desafios no setor de saúde é a sobrevivência em um mercado cada vez mais globalizado e competitivo, com uma clientela mais exigente.

Assim sendo, gestores de serviços de saúde precisam adotar posturas que reforcem o nível de qualidade de seus estabelecimentos, visto que é objetivo comum do mercado e da sociedade. Portanto, hospitais têm se inserido cada vez mais em processos de Acreditação Hospitalar e de Certificação.

Estes processos surgem com a proposta de aprimoramento da assistência e na melhoria da gestão das instituições hospitalares. Neste artigo, entenderemos os processos de Acreditação Hospitalar e de Certificação. Você vai ler:

 

1. O que é Acreditação Hospitalar


acreditação hospitalar e controle de qualidade

A Acreditação de organizações de saúde teve sua origem nos Estados Unidos, em 1924, quando o Colégio Americano de Cirurgiões (ACC) estabeleceu o Programa de Padronização Hospitalar (PPH).

No programa, foram definidos cinco padrões mínimos essenciais e apropriados para garantir a qualidade da assistência aos pacientes. Três dos padrões tinham relação com a organização do corpo médico. Outro, preconizava o adequado preenchimento do prontuário. O último, se referia à existência de recursos diagnósticos e terapêuticos necessários para o tratamento do paciente.

A medida que o sucesso do programa se espalhou, um número crescente de hospitais submeteram-se ao processo. Contudo, em 1950, devido a esse grande aumento, surgiram dificuldades para sustentar o programa de padronização de hospitais. Assim, o Colégio Americano de Cirurgiões se juntou ao Colégio Americano de Clínicos e a outras associações. Esse grupo passou a compor a Joint Commission on Accreditation of Hospitals, organização que, em 1952, ficou oficialmente responsável pela Acreditação Hospitalar.

Anos depois, o Programa de Acreditação Hospitalar passou a ser visto mundialmente como elemento importante para desencadear e apoiar iniciativas de qualidade nos serviços de saúde.

No Brasil, o processo de Acreditação começou nos anos noventa, com a publicação da Acreditação de Hospitais para a América e Caribe. E em 1999, a ONA (Organização Nacional de Acreditação), passou a ser responsável pelo estabelecimento de padrões e monitoramento do processo de Acreditação realizado pelas instituições acreditadoras.

 

2. Acreditação Hospitalar da ONA


selos da ona acreditacao hospitalar

A Acreditação Hospitalar da ONA é um processo de avaliação que revisa requisitos e padrões regulamentares em organizações de saúde para garantir a qualidade de atendimento e assistência ao paciente.

A Acreditação deve ser entendida, portanto, em duas dimensões:

Educacional, pois leva as instituições prestadoras de serviços de saúde a adquirirem a cultura da qualidade para implementação da gestão de excelência;

Qualitativa, pois analisa e atesta o grau de desempenho alcançado pela instituição de acordo com padrões pré-definidos.

Esse movimento em direção à qualidade reflete a necessidade de mudanças fundamentais nas organizações. Isso porque, a valorização dos indivíduos e a atenção às relações sociais tornam-se imprescindíveis para a aquisição do título de excelência. Ainda nesse cenário, os profissionais da saúde emergem como o cerne da política de qualidade. Pois, têm papel essencial na garantia e na manutenção do processo.

Por meio do compromisso com a política de qualidade estabelecida pela instituição, profissionais se engajam e reforçam a cultura de melhoria centrada no cliente e na determinação de executar serviços que atendam os requisitos da ONA, de forma segura e com excelência.

 

Como funciona o Programa de Acreditação da ONA?


O Programa Brasileiro de Acreditação Hospitalar visa o amplo conhecimento a respeito de um processo permanente de melhoria da qualidade assistencial, mediante a avaliação periódica do serviço.

Ademais, o manual da ONA enfatiza que o certificado da qualidade conquistado é reconhecido externamente, transmitindo, assim, segurança, confiança e credibilidade para os clientes internos e externos, bem como para a sociedade.

Em suma, os itens de verificação apontam as fontes em que os avaliadores podem procurar as provas. Ou, aqueles em que o hospital possa apresentar para indicar o cumprimento de determinado padrão e em que nível.

A auditoria é dos mecanismos mais eficazes para o aperfeiçoamento de um sistema de gestão da qualidade. Ela se baseia na detecção de deficiências que, por hábito, passam naturalmente despercebidas por aqueles ligados a uma atividade.

De uma maneira geral, pode-se dizer que a auditoria da qualidade é uma operação fundamentada em dados e fatos que visa determinar, com base em evidências objetivas, se os documentos e processos aplicáveis são adequados e observados.

Desde 1999, a ONA é responsável pelo desenvolvimento e gestão dos padrões brasileiros de qualidade e segurança em saúde. A organização trabalha para que as instituições de saúde no Brasil adotem práticas de gestão e assistenciais que levem à melhoria do cuidado para o paciente. Seu certificado tem validade de dois anos para os níveis 1 e 2, acreditada e acreditada plena, respectivamente; e de três anos para o nível 3, acreditada com excelência.

 

3. Diferença entre Acreditação e Certificação


médicos seguindo programa de acreditação hospitalar

Os fatores qualitativos sobre as instituições de saúde, tais como os abordados nesse artigo, são objetivos em tomadas de decisões e em diversos níveis. Segundo Anne L. Rooney e Paul R. van Ostenberg, esse conjunto de fatores são abordagens de avaliação da qualidade existentes para atender às necessidades de informação sobre qualidade e desempenho. Essas abordagens têm diferentes propósitos e diferentes capacidades.

Portanto, é importante observar qual combinação desse conjunto de fatores se encaixa às necessidades e expectativas da instituição. Assim como, quais as organizações de acreditação ou certificação que serão escolhidas para o processo de avaliação.

O site Acredite-se definiu muito bem essa diferença: a certificação é um atestado emitido por um órgão imparcial após um processo de avaliação, garantindo que determinado produto ou serviço da organização em questão atende aos requisitos estabelecidos. Enquanto que a acreditação, também relacionada ao cumprimento de métodos e requisitos preestabelecidos, avalia os quesitos técnicos do processo.

 

4. Certificação ISO 9001


certificacao hospitalar iso 9001

A ISO (International Organization for Standardization) é uma organização independente e não governamental, com sede na Suíça, em Genebra. Foi fundada em 1947 e tem como objetivo desenvolver normas internacionais baseadas em práticas e conhecimento de empresas e profissionais. Suas principais normas são a ISO 9000, ISO 14000, ISO 31000 e ISO 22000, que vão desde a aplicação à gestão da qualidade, gestão ambiental, de riscos e até à gestão de segurança alimentar. Ou seja, as normas são inúmeras e têm o foco de facilitar as relações comerciais entre os países. Um próprio papel tamanho A4 é definido através de uma norma ISO, por exemplo.

A ISO 9001 está dentro de conjunto de normas,  a Família ISO 9000, que é voltada para o Sistema de Gestão da Qualidade. É a única norma da família a qual uma instituição pode ser certificada – as demais, são normas de apoio.

Uma instituição que possui um Sistema de Gestão da Qualidade aderente aos requisitos da norma ISO 9001 pode solicitar a certificação. A norma ABNT NBR ISO 9001 é aplicada por um órgão certificador que realiza uma auditoria no sistema de gestão da qualidade. Se atendido aos requisitos da ISO 9001, a instituição recebe auditorias periódicas de manutenção de certificado e recertificação.

Para instituições que atuam na área da saúde, a aderência aos requisitos desta norma bem como a certificação são muito importantes, pois proporcionam processos internos mais robustos e, por fim, um atendimento mais rápido e eficaz aos pacientes.

 

5. Certificação HIMSS


certificacao hospitalar himss

Visto que já compreendemos perfeitamente toda a base do processo de Acreditação Hospitalar e Certificação, vamos entender como funciona o requisitado processo de certificação HIMSS (Healthcare Information and Management Systems Society), que se torna mais importante com o passar do tempo e crescente informatização na saúde.

Segundo o site da organização, é uma associação que se estende a nível internacional. Apoia a transformação do ecossistema da saúde por meio de informação e tecnologia. Sob o título de uma organização sem fins lucrativos, a HIMSS oferece inovação em saúde, políticas públicas, desenvolvimento da força de trabalho, pesquisa e análise para aconselhar líderes globais, partes interessadas e influenciadores nas melhores práticas em informações e tecnologia em saúde.

Além disso, a HIMSS é também uma importante agente de informações, estudos e eventos educacionais. Com sede em Chicago, Illinois, a HIMSS atende mais de 480 prestadores de serviço de saúde e mais de 650 organizações de saúde.

 

Tipos de Certificações HIMSS


Certificações garantem a qualidade de qualquer serviço ou produto, além de demonstrar a dedicação em aprimorar o conhecimento profissional tal como o conjunto de habilidades por parte de uma organização.

De maneira muito solicitada, as certificações HIMSS são basicamente um trampolim para a associação de uma organização no setor de informações e tecnologia em saúde. Sendo essas, as certificações:

CAHIMS: certificação para organizações em sistemas de informação e gerenciamento em saúde (Certified Associate in Healthcare Information and Management Systems).

CPHIMS: certificação para profissionais em sistemas de informação e gerenciamento em saúde (Certified Professional in Healthcare Information and Management Systems).

Em síntese, as certificações visam avaliar o conhecimento geral em TI no ambiente de assistência médica; o conhecimento de sistemas relacionados à análise, design, seleção, implementação, teste e avaliação de privacidade e segurança; e administração (incluindo liderança e gerenciamento).

Qualquer profissional ou organização pode participar do processo de certificação HIMSS se atender aos requisitos de elegibilidade. Ainda mais, as certificações HIMMS certamente são de grande prestígio no setor da saúde.

 

Conclusão


A evolução da tecnologia e do acesso ao conhecimento no mundo atual faz com que a sociedade exija produtos e serviços que reflitam estes avanços. Além disso, que sejam eficazes e principalmente executados por profissionais qualificados e atualizados.

Por isso, o desafio do gestor de uma instituição de saúde reside na busca de um equilíbrio entre as forças do mercado e as necessidades sociais. Assim, para vencer o desafio, torna-se uma exigência a implementação de atividades que visam enfrentar a insuficiência comum dos sistemas de saúde e aprimoração de processos.

Então, conclui-se que para atingir excelência e melhoria contínua em suas instituições, gestores devem buscar aderência aos requisitos das principais certificações e acreditações na área.

 

Referências


– Guerra Siman, Andréia; J. M. Brito, Maria; E. L. Carrasco, Melissa. Participação do enfermeiro gerente no processo de acreditação hospitalar. 2014.

– F. Emídio, Lúci; B. N. Alonso, Luiza; Ferneda, Edilson; C. Hedler, Helga. Acreditação Hospitalar: Estudos de casos no Brasil. 2013.

– F. Viana, Marcelo; S. Sette, Ricardo; C. Rezende, Daniel; Botelho, Delane; Poles, Kátia. Processo de acreditação: uma análise de organizações hospitalares. 2011.

– F. Manzo, Bruna. O processo de Acreditação Hospitalar na perspectiva de profissionais de saúde. 2009.

– L. Azevedo, Daniela; Z. Oliveira, Liliane; A. Rocha, Rudimar; C. Pistóia, Luiz. Gestão da mudança na saúde: a Acreditação Hospitalar. 2002.

– F. Manzon, Bruna; J. M. Brito, Maria; Alves, Marília. Influência da comunicação no processo de Acreditação Hospitalar. 2013.

– Rooney, Anne L., and P. Ostenberg. “Licenciamento, acreditação e certificação: abordagens à qualidade de serviços de saúde.” Projeto de Garantia de Qualidade, Centro dos Serviços Humanos-CHS. USA: USAID (1999).

 


Faça um teste gratuito!

Preencha seus dados no formulário abaixo e entraremos em contato.