Telelaudo é um produto da telerradiologia, um serviço da telemedicina que permite que um médico radiologista assine remotamente um laudo médico.

O assunto é importante para atualização do conhecimento de médicos, gestores e profissionais da Medicina. Isso porque, tão recente na literatura médica, a Telemedicina abrange serviços de saúde, educação, administrativos e informações médicas que podem ser transmitidos por longas distâncias.

Portanto, esperamos que você tenha uma boa leitura e que este artigo possa proporcionar boas considerações.

O que é


Telelaudo é um laudo médico analisado e assinado remotamente por um radiologista. Sendo um produto da Telerradiologia, o telelaudo é baseado na transmissão de imagens de exames médicos através da internet.

Assim como um laudo médico convencional (elaborado no local), o telelaudo também é analisado e assinado por um médico radiologista, todavia isso é feito através de sistemas e plataformas digitais.

O telelaudo já existe há anos e tem referências que remontam ao século XVIII, onde se iniciou a telegrafia. Dados históricos mencionam, por exemplo, como as redes de transmissão de dados com base em linhas telefônicas foram eficientes para transmitir registros de eletroencefalogramas (EEGs) de áreas rurais para que fossem submetidas à avaliação médica especializada.

Hoje, empresas em todo o mundo utilizam a tecnologia para a transmissão segura e criptografada de exames médicos com armazenamento em nuvem. Ou seja, permitindo que sejam avaliados remotamente por médicos que elaboram os respectivos laudos (telelaudos), os quais são entregues em tempo real aos Centros de Diagnóstico de origem, também de forma online e segura.

 

Como é feito


empresas de telerradiologia telelaudo

Quem opera os equipamentos de raio-X, tomografia computadorizada, mamografia, densitometria, cintilografia, PET ou ressonância magnética, por exemplo, são técnicos em radiologia ou biomédicos. As imagens são obtidas em formato digital e prontamente transmitidas via internet para um servidor na nuvem de uma empresa de telerradiologia.

Neste ponto, as imagens podem ser acessadas pela equipe de médicos radiologistas da empresa de telerradiologia, que as interpretam e redigem o laudo médico, que é emitido com assinatura digital e disponibilizado em tempo real para o Centro de Diagnóstico que contratou o serviço de telelaudo.

Além disso, a Anvisa e o CFM (Conselho Federal de Medicina) regulamentam a prática da telerradiologia no Brasil através de normas (veja a seguir) que versam sobre segurança de imagens e informações clínicas dos pacientes, tipos de exames passíveis de telelaudo, exigência de transmissão de imagens em conjunto com dados clínicos do paciente, e outros temas.

 

Vantagens


Como visto, a utilização de um serviço de telerradiologia traz diversas vantagens para o paciente, para o médico solicitante e para o Centro de Diagnóstico. Isso porque, possibilita diagnósticos mais rápidos e assertivos, a custos acessíveis. Abaixo, listamos os principais benefícios do telelaudo.

  • Redução de Custos: contratar uma equipe médica de radiologistas em tempo integral exige o investimento de um valor substancial para os Centros de Diagnóstico. Com a Telerradiologia, é possível ter acesso a dezenas de médicos, sem se preocupar com os custos extras na cobertura da escala de trabalho. E ainda, paga-se somente pelos laudos emitidos (cobrança por demanda).
  • Laudos de Alta Qualidade: a preocupação com a qualidade dos laudos deve ser uma busca constante em Hospitais e Clínicas de Diagnóstico por Imagem. Além de contar com um bom parque de equipamento e realizar os exames com os protocolos e técnicas adequados, é fundamental contar com médicos radiologistas bem qualificados e subespecializados.
  • Equipe completa em tempo integral: 365 dias por ano, 24 horas por dia. Ou seja, a busca por médicos extras para complementar a escala de atendimento deixa de ser um problema. A Telerradiologia permite dispor de médicos prontos para emitir laudos de exames 24h, incluindo exames que necessitam de laudo em caráter de urgência.

 

Regulamentação


É normal que qualquer tipo de inovação, como o telelaudo, possa gerar uma série de questionamentos. Mas há essencialmente dois pontos que você precisa ter em mente quando for contratar esses serviços:

  1. Regulamentação: assim como qualquer serviço prestado na área da saúde, a telerradiologia também possui regulamentação própria para o seu exercício. A Resolução Nº 2.107/2014 do Conselho Federam de Medicina (CFM) é a diretriz que normatiza e orienta tanto as empresas que prestam os serviços quanto os centros de diagnóstico que fazem uso deles.
  2. Substituição de equipe médica: em alguns casos a telerradiologia não substitui a necessidade de haver médicos radiologistas atuando presencialmente nos centros de diagnóstico. Por exemplo: exames de ultrassom, acompanhamento de contrastes, entre outros. Ou seja, ela vem para complementar os serviços radiológicos, devendo ser encarada como parceira na otimização do atendimento prestado. O objetivo é melhorar a qualidade do atendimento aos pacientes, por meio do apoio de médicos radiologistas especializados.

 

Tipos de exames


Qualquer exame de imagem que não exija a presença local de um médico para sua realização pode ter seu laudo emitido remotamente.

Alguns podem ter os laudos emitidos a distância desde que haja acompanhamento por responsável médico local. São eles: ressonância magnéticatomografia computadorizadaradiografiamamografiadensitometria óssea e medicina nuclear.