Ressonância magnética

Primeiro aparelho portátil de RM na história está em fase de estudos nos EUA

Publicado na revista JAMA Neurology, um estudo recente realizado em pacientes de uma unidade de UTI hospitalar mostra resultados promissores com o teste do primeiro aparelho portátil de ressonância magnética (RM) na história.  O dispositivo inovador detectou com eficácia anormalidades cerebrais em quase todos os pacientes estudados, abrindo caminho para novas capacidades de diagnóstico à beira do leito. Desenvolvido pela empresa Hyperfine, o sistema de

Inteligência Artificial da Siemens para ressonância magnética em análise pelo FDA

A Siemens Healthineers anunciou que duas novas ferramentas de software baseados em inteligência artificial para auxílio em exames de ressonância magnética estão sob análise pela Food and Drug Administration (FDA). São elas: - O AI-Rad Companion Brain MR para medição do volume do cérebro e cálculos de seus desvios-padrão. - A AI-Rad Companion RM próstata para suporte de biópsia, permitindo a marcação das lesões prostáticas,

Ressonância Magnética: conceito, como funciona, tipos de exames e história

Ressonância magnética é um método de diagnóstico por imagem com alta capacidade de diferenciar várias características dos tecidos biológicos. Sua aplicação se estende a todas as partes do corpo humano, explorando aspectos anatômicos e funcionais.  Certamente, isso coloca a RM como uma ferramenta fortíssima em relação às demais modalidades de imagem. Também a torna a mais complexa, visto que  são necessários entendimentos sobre eletromagnetismo, supercondutividade

04 dicas essenciais para Centros de Diagnóstico por Imagem se prepararem para o aumento na demanda de exames pós COVID-19

Os brasileiros já estão pensando em como retomar os negócios quando a pandemia da COVID-19 passar. Nos serviços de radiologia, não é diferente. Portanto, o que será necessário para retomar a rotina radiológica em Centros de Diagnóstico por Imagem? A demanda nos serviços de radiologia irá aumentar. Sendo assim, se faz necessário um planejamento para esse aumento. Entretanto, em tempos de redução de pessoal, queda

A importância do uso de protocolos de exame adequados para cada doença

Nos últimos anos, vivemos um incrível desenvolvimento das tecnologias, sendo notória a utilização de muitas dessas na área da Radiologia. Dentre elas, podemos citar o desenvolvimento de equipamentos com capacidade de detecção muito maior, além do desenvolvimento de sistemas e redes dedicadas à saúde. Esses avanços permitem a comunicação e a acessibilidade aos exames e informações do paciente pelo médico a qualquer momento, e em

Novos protocolos de imagem propõem redução do uso do gadolínio no acompanhamento de pacientes com Esclerose Múltipla (EM)

Uma novidade pode chegar em breve para os pacientes portadores de esclerose múltipla (EM). Uma vez que podem ser rotineiros os exames de ressonância nuclear magnética (RM) nesta população, e, hoje, em geral, o padrão é a utilização de altas doses de agentes de contraste à base de gadolínio (GBCAs) durante os exames, um protocolo mais recente promete reduzir significativamente seu uso, de forma

Utilidade do contraste em lesões novas ou com crescimento na Esclerose Múltipla (EM): seu uso ainda é necessário?

Lesões na Esclerose Múltipla (EM) são caracterizadas por áreas focais de alto sinal em T2 nas imagens de ressonância magnética (MRI). Ao se identificar uma nova lesão ou aumento de uma lesão já conhecida, mesmo que subclínica, isto significa atividade da doença. Assim, acompanhamento com MRI é considerado fundamental em pacientes com EM. Estudos anteriores, feitos há mais de 20 anos e com aparelhos

Diferenças entre os métodos de diagnóstico por imagem em medicina nuclear e radiologia

Mais de um século de pesquisa e desenvolvimento tecnológico separam as primeiras descobertas do físico Wilhelm Röntgen, ganhador do prêmio Nobel por seus trabalhos com raios-X, e o que entendemos como diagnóstico por imagem hoje. Outras modalidades foram desenvolvidas e, atualmente, há uma ampla gama de exames utilizados para diagnosticar doenças. Os principais métodos de imagem são: Radiografia Mamografia Tomografia Computadorizada (TC) Ressonância Magnética (RM) Ultrassonografia

Biossegurança: EPIs para os serviços de radiologia

Em ambientes cercados de periculosidade, como em serviços de radiologia, o uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) se faz extremamente necessário. Por isso, neste conteúdo vamos te explicar melhor sobre a biossegurança. A presença de radiação ionizante dos equipamentos de diagnóstico por imagem e de substâncias radioativas usadas para a realização dos exames expõe os profissionais que atuam nesse setor a riscos, que