A Radiologia Odontológica é a especialidade que examina os dentes e a face de uma pessoa através da radiografia. Para a Odontologia, é uma ferramenta essencial de diagnóstico e interpretação radiográfica odontológica.

Em 1985, a prática da Medicina, com a descoberta dos raios X por Wilhelm Röntgen, mudou significativamente. Logo, trouxe mudanças também à Odontologia, que teve suas primeiras radiografias odontológicas em 1986.

Hoje, com o avanço tecnológico, os dentistas dispõem de uma variedade de modalidades de imagem para tratamentos com acesso imediato. Aliás, a própria avaliação clínica dos exames complementares por meio de laudos a distância já é uma possibilidade para o cirurgião-dentista.

O que é

o que e radiologia odontologica

A Radiologia Odontológica é a especialidade que examina os dentes e a face de uma pessoa através da radiografia odontológica. Sendo assim, para a Odontologia, é uma ferramenta essencial de diagnóstico e interpretação radiográfica odontológica.

É um passo importante para o planejamento e acompanhamento de doenças bucais. Pois, seus exames são divididos em radiografia intraoral e extraoral, realizados por dentro e fora da boca, respectivamente.

A radiografia intraoral permite o estudo de toda a arcada dentária. Em outras palavras, permite o estudo desde a coroa (dente) ao término da raiz dentária. De outro modo, a radiografia extraoral, ou radiografia panorâmica, permite o estudo do maxilar inferior e superior, incluindo articulações.

Com as radiografias, um cirurgião-dentista pode analisar possíveis complicações. Por exemplo, ele pode avaliar a extensão de estruturas anatômicas como o assoalho do seio maxilar e a observação da sua proximidade com a crista óssea alveolar.

Todavia, é válido ressaltar que a Radiologia Odontológica nem sempre promove um diagnóstico conclusivo. Normalmente, para se chegar ao diagnóstico correto, o cirurgião-dentista utiliza, além dos exames radiográficos, os exames clínicos e laboratoriais.

A anamnese (exame clínico) precede os exames radiográficos e laboratoriais, conhecidos como exames complementares. Sendo assim, somente após a realização desses exames que se pode chegar a um diagnóstico conclusivo.

 

Para que serve

A radiologia odontológica é utilizada em diversas situações, desde tratamentos, avaliaçãos, extração ou implantes até cirurgias. Ou seja, é uma ferramenta essencial e solicitada por dentistas. Dentre todas as situações, destacam-se:

  • Procedimento pré-operatório;
  • Relização de implantes;
  • Avaliação para extração de dentes, como o siso;
  • Diagnóstico de lesões ósseas;
  • Observação dos dentes estão nascendo;
  • Dentre outras.

 

Importância

A radiologia odontológica é o processo de diagnótico por imagem não invasivo de determinadas áreas da face. Portanto, este é um procedimento essencial para determinar com segurança e qualidade os próximos passos e planejamentos do profissional de Odontologia.

É possível determinar, através da radiologia odontólogica, danos ou anormalidades estruturais e enfermidades, dentre outras situações que já mencionamos.

É muito comum encontrar essas solicitações em cirurgias buco-maxilo-facial, implantodontia e tratamentos. Através da radiologia odontológica, encontramos incidências não visíveis como perdas ósseas, cáries ocultas, fraturas dentárias, entre outros.

 

A tecnologia na Radiologia Odontológica

aspectos eticos da radiologia odontologica

Com os avanços da tecnologia, a Odontologia foi contemplada com os exames por meio de técnica tomográfica de feixe cônico, chamada TC cone beam. Isto é, uma técnica que já existia na área médica e que, implementada na Odontologia de forma definitiva, trouxe a era 3D para a radiologia odontológica. Assim, posteriormente surgiram novos programas computacionais de planejamento e avaliação das estruturas maxilofaciais. Ou seja, tudo isso permite uma maior interatividade na interpretação e previsibilidade cirúrgica para os casos clínicos.

Além disso, a Telerradiologia também é um dos avanços que mais influenciam no aprimoramento e evolução da Radiologia Odontológica. Isso porque, hoje, a emissão do laudo a distância, em tempo real e em qualquer lugar do mundo, já é acessível.

Os laudos odontológicos realizados por Telerradiologia têm a mesma qualidade de laudos emitidos no modelo tradicional. Porém, com a vantagem de que é possível diminuir drasticamente o tempo de entrega ao contar com uma equipe qualificada externa.

Aliás, também é possível aumentar a percepção de qualidade de um serviço de Radiologia Odontológica com a Telerradiologia, visto que, algumas empresas de Telerradiologia, como a STAR, contam com profissionais altamente qualificados e especializados.

 

Diferença entre diagnóstico e interpretação radiográfica odontológica

Muito se confunde sobre diagnóstico e interpretação radiográfica odontológica.

Diagnóstico é a identificação de uma doença por meio do exame. Já a interpretação radiográfica odontológica é a explicação do que é exposto em uma radiografia odontológica.

Em síntese, a radiografia odontológica é a projeção bidimensional de sombras em áreas que variam tonalidades entre o preto e o branco, com nuances intermediárias de cinza.

Ou seja, com essa variação das sombras radiográficas, é possível classificar as imagens como radiolúcidas e radiopacas. No primeiro caso, são imagens que absorvem pouco os raios X. No segundo e ao contrário, são imagens que tem maior poder de absorção dos raios X.

Portanto, são estas imagens que proporcionam a informação complementar para decisão do diagnóstico final.

 

Aspectos éticos e legais 

Com a recente incidência das reivindicações legais de pacientes na área da Odontologia, é importante que os profissionais busquem meios e cuidados para evitar possíveis reclamações judiciais.

Exames radiográficos são solicitados por praticamente todos especialistas na área da Odontologia. Por isso, a Consolidação das Normas para Procedimentos em Odontologia aprovada pela Resolução CFO-63/2005 do Conselho Federal de Odontologia (CFO) estabelece para os especialistas em Radiologia Odontológica e Imaginologia:

Art. 59. Radiologia Odontológica e Imaginologia é a especialidade que tem como objetivo a aplicação dos métodos exploratórios por imagem com a finalidade de diagnóstico, acompanhamento e documentação do complexo buco-maxilo-facial e estruturas anexas.

Art. 60. As áreas de competência para atuação do especialista em Radiologia Odontológica e Imaginologia incluem:

a) obtenção, interpretação e emissão de laudo das imagens de estruturas buco-maxilo-faciais e anexas obtidas, por meio de: radiografia convencional, digitalizada, subtração, tomografia convencional e computadorizada, ressonância magnética, ultra-sonografia, e outros; e,

b) auxiliar no diagnóstico, para elucidação de problemas passíveis de solução, mediante exames pela obtenção de imagens e outros.