Os serviços de radiologia devem ser pensados como empresa e, como tal, precisam adotar medidas gerenciais para crescer e aumentar sua competitividade.

Para aumentar a produtividade na área de radiologia, é preciso identificar as deficiências e estabelecer estratégias para mudanças. Pensando nisso, apresentamos a seguir algumas dicas práticas para aumentar a produtividade do seu serviço de radiologia. Confira!

Telerradiologia, laudos a distância, star, ressonância, tomografia

Treinamento e motivação dos colaboradores

Um serviço de radiologia que deseje aumentar sua produtividade e a qualidade do atendimento deve investir constantemente na capacitação e na motivação de seus colaboradores. A capacitação será realizada através de participação dos colaboradores em cursos de atualização e treinamentos dentro e fora da empresa. Para não ficar apenas na teoria, trazemos abaixo algumas dicas que tem funcionado bem.

A equipe de atendimento, por exemplo, deve saber tirar as dúvidas sobre a duração de exames como ressonância, tomografia e raios-X, bem como saber direcionar no tempo correto para o preparo desses exames. Para funcionários que estão começando a trabalhar com atendimento ao público, uma alternativa interessante é incentivar a participação em cursos de formação em secretariado, como este da Fundação Unimed, que é realizado à distância e tem um valor bastante razoável.

A equipe médica e técnica deve explicar como serão os procedimentos e demonstrar confiança e respeito com os clientes. Algumas situações práticas que merecem atenção são casos de pacientes que sofrem de claustrofobia ou ficam temorosos ao utilizar o contraste, além de mulheres em período de amamentação que se recusam a este preparo.

Na parte administrativa e da qualidade, há alguns cursos apoiados pelo CBR – Colégio Brasileiro de Radiologia que têm sido bastante elogiados. Um deles é o curso de gestão de clínica de radiologia, realizado todo ano em diversas cidades do país com módulos cobrindo desde a relação com operadoras até a gestão financeira de serviços de imagem. Outro que vale a pena conferir é o curso de formação de auditor interno do PADI, voltado para a gestão da qualidade.

Além da parte de capacitação, é fundamental para o crescimento da empresa criar um ambiente agradável e prazeroso de trabalhar. Uma das formas de se conseguir isso é através da utilização de técnicas de motivação dos funcionários.

Investimento em novas tecnologias

Algumas ferramentas são primordiais para facilitar a gestão e aumentar a eficiência de unidades de saúde. Para facilitar a sua vida trazemos abaixo as principais:

  • Sistemas HIS: não é a toa que você já deve ter ouvido falar muito sobre sistemas HIS e RIS por aí. Eles possuem funcionalidades que ajudam bastante no gerenciamento de instituições de médio e grande parte, evitando muito do retrabalho e das falhas operacionais existentes em serviços menores. Nessa área há diversas empresas e ferramentas que se destacam e são muito bem recomendadas, como a Philips (MultiMed) e a Pixeon (SmartRis), mas ficar atualizado sobre as novidades do mercado.
  • Telerradiologia: Ok. Você deve estar pensando “lá vem eles querendo vender o próprio peixe”, certo? Até estamos, mas a verdade é que a telerradiologia é um serviço que veio ficar e não deve ser ignorado. Os laudos realizados por esse sistema têm a mesma qualidade de laudos emitidos no modelo tradicional, com a vantagem de que ao contar com uma equipe qualificada externa é possível diminuir drasticamente o tempo de entrega dos laudos (e, com isso, aumentar a percepção de qualidade do seu serviço de radiologia e o volume de pacientes).
  • Digitalização e Prontuário Eletrônico: todos sabemos que é uma tendência na medicina eliminar o uso de papel, mas isso não pode ser feito de qualquer maneira. A Resolução CFM 1821/2007 estabelece as principais normas que devem ser observadas para o uso de sistemas informatizados, incluindo a obrigatoriedade de guarda por 20 anos dos prontuários em papel que não foram arquivado eletronicamente. Na área do diagnóstico por imagem, para evitar o acúmulo de papel e de filmes, bem como diminuir os custos de aquisição dos insumos, é importante avaliar a implantação de sistemas para digitalização dos documentos. Se tiver alguma dúvida sobre a forma de armazenamento, não deixe de conferir este artigo.

Diagnóstico das principais falhas nos serviços

Assim como qualquer empresa, um serviço de radiologia deve se atentar para os serviços que não estão agradando aos clientes.

As principais queixas dos clientes em relação ao atendimento em clínicas de radiologia são atendimento ineficaz, falta de orientações sobre preparo para exames e demora na entrega dos laudos. Pensando nisso, é possível reverter esta situação, estabelecendo metas de melhorias de curto a longo prazos.

Você já se perguntou o que aconteceria se diminuísse o tempo de entrega dos laudos de 4 para 2 dias? Se a sua resposta foi que aumentaria o volume de pacientes, então é hora de contratar novos radiologistas ou contar com um serviço de telerradiologia.

Também é importante avaliar quais procedimentos estão prejudicando os serviços em sua unidade de saúde. O primeiro passo é verificar o funcionamento dos equipamentos, implantar manutenção preventiva e critérios para avaliar o funcionamento e a produtividade deles. Para ficar em apenas um exemplo, você sabe o número de horas que seus aparelhos de ressonância e tomografia ficaram fora de operação nos últimos 12 meses? Sabe o prejuízo gerado por cada hora em que esses aparelhos não estiveram disponíveis para uso?

Investimentos em serviços para aumentar a produtividade

Em resumo, o fato é que as ferramentas para aumentar a produtividade das clínicas de radiologia perpassam pelo treinamento de colaboradores, manutenção de equipamentos e melhorias do atendimento ao cliente. Por isso, deve-se analisar e investir nestes três pilares com muita disciplina.

Você conhece outras dicas para aumentar a produtividade das clínicas? Conte para nós.